A ministra genocida de Butare


O que se espera de uma ministra da Família e dos Assuntos Femininos? Que cuide das mulheres de seu país. Porém, não foi isso que fez Pauline Nyiramasuhuko, que nos anos 1990 ocupou esta pasta na conflagrada Ruanda, país centro-africano.

Durante os tenebrosos anos da guerra civil entre as etnias tutsi e hutu, na qual morreram mais de 800 mil pessoas, a referida ministra e seu filho Arsène Ntahobali, um dos líderes da sanguinária milícia Interahamwe, praticaram crimes de guerra, genocídio, crimes contra a humanidade e estupro contra mulheres ruandesas e violaram as Convenções de Genebra. Paramiliares hutus sob comando da ministra invadiram um estádio onde cidadãos tutsis se abrigaram e praticaram o massacre. Após os estupros coletivos e os homicídios, os corpos das vítimas foram queimados. O evento soa inacreditável, mas infelizmente foi o que ocorreu em Butare em abril de 1994. Dezessete anos depois, o Tribunal Especial das Nações Unidas para Ruanda (International Criminal Tribunal for Rwanda – ICTR), que funciona em Arusha, na Tanzânia, acaba de condenar a ministra e seu filhinho a prisão perpétua por tais crimes.

A senhora Nyiramasuhuko torna-se assim a primeira mulher a ser condenada por genocídio num tribunal internacional. Ela comandou o sequestro de centenas de tutsis que foram agredidos, violentados e mortos, no que ficou conhecido como caso de Butare, um dos mais tenebrosos eventos do genocídio de Ruanda. A ré e seu filho foram presos preventivamente em 1997, após serem capturados no Quênia. Com a condenação a prisão perpétua, terão bastante tempo para pensar no que fizeram.

Anúncios

5 comentários

  1. E os horrores patrocinados em Cuba, China comunista e Russia ex-URSS? Impossivel de vermos alguma condenaçao internacional.

    Curtir

    • Se não estou enganado, nenhum desses países é signatário do Estatuto de Roma do TPI. Logo, seus cidadãos não se sujeitam à sua jurisdição. Por outro lado, não há tribunais específicos para os crimes ocorridos em tais nações, como é o caso de Ruanda, Serra Leoa, Cambodja, Líbano e ex-Iugoslávia. Quanto à Rússia, porém, o país tem sido alvo de condenações na Corte Europeia de Direitos Humanos, em Estrasburgo.

      Curtir

  2. Muito bom ver a justiça sendo feita, além desse caso também pode-se citar a prisão de vários ex-comandantes na antiga Ioguslávia e o julgamento no Camboja de vários ex-membros do Khmer vermelho.
    Será que nunca veremos no Brasil os responsáveis pelo terrorismo de Estado responderem por seus atos? O Brasil vai ignorar a sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos, cuja jurisdição foi aceita por nosso país, em nome da mesma “soberania” que deu liberdade ao pluriassassino Cesare Battisti? O Brasil já deu um tapa na cara da Itália, na cara da República da Itália e não na de Silvio Berlusconi, como erroneamente os defensores de Battisti alegam. Mostraremos novamente sermos um fora da lei internacional que não respeita tratados?

    Curtir

  3. A mulher,por ser escolhida por DEUS como mãe de SEU FILHO ÚNICO EVERDADEIRO,tornou-se o símbolo do amor,da força e da coragem,consequentemente é o esteio da família.Diz um adágio popular que atrás de um grande homem sempre tem umagrande mulher,mas,nemsempre tem sido assim.Ela também é uma destruidora,um trator quando ferida naquilo que atinge os seu mago.Os tempos estão aí mostrando estas assertivas.Todavia,ela também pode, e está provado no texto supracitado, que o poder consome as mentes desvairadas, tanto quanto nos homens, que a história já contou. Acredito que somente uma força Superior é capaz de mudar estes isntintos selvagens. porém,vamos observar com certa cautela, àquelas que estão predestinadas ao trono.Os homens que se cuidem.O mundo esta sendo das mulheres,contudo que não se deixem dominar pelo egoismo,a ganância e a vaidade,pois estes mesmos atributos poderão ser seu cadafalso.Obrigada Mestre por esta magnãnima aula.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s