Mês: julho 2011

Ultraje a rigor

Haverá tempo de cantar Tears Dry on Their Own. Com o tempo, as lágrimas se vão por si mesmas. Amy Winehouse, uma das mais belas vozes da música pop, morreu tragicamente aos 27 anos no dia 23/jul. Como prenunciavam suas… Leia mais ›

Crime e castigo

Em matéria de crimes de ódio e terrorismo, não pode haver ingenuidade nem amadorismo. Mesmo países desenvolvidos, com índices sócio-econômicos invejáveis, estão sujeitos à imbecilidade e à crueldade humanas e podem ser pegos desprevenidos. Anders Behring Breivik conseguiu o que… Leia mais ›

Nazaré aqui, Miranda lá

Primeiro foi o senador Aécio Neves. Depois foi a vez do deputado federal Romário, o inesquecível goleador. Ambos foram parados em blitze de trânsito e recusaram-se a fazer o teste do bafômetro. Alegaram o direito contra a auto-incriminação. Pisaram na… Leia mais ›

A fiança está de volta

A Lei 12.403/2011, que alterou o Código de Processo Penal, pode ter muitos defeitos, mas a disciplina da fiança não é um deles. Vozes agourentas vaticinavam que a lei produziria uma catástrofe em termos de segurança pública, que não ocorreu… Leia mais ›

Perdão pelas lágrimas

Acho que foi o poeta maranhense Coelho Neto quem escreveu que “ser mãe é padecer no Paraíso”. Reproduzo alguns de seus versos: Todo o bem que a mãe goza é bem do filho, espelho em que se mira afortunada, Luz que lhe põe… Leia mais ›

O acórdão debutante

Quinze anos depois de julgar o HC 72.258/RJ, o Supremo Tribunal Federal finalmente publicou o acórdão. O julgado saiu no Diário da Justiça de 28 de abril de 2011. Quem apontou esse pequeno atraso foi o colega Douglas Fischer. Em maio de… Leia mais ›

A ministra genocida de Butare

O que se espera de uma ministra da Família e dos Assuntos Femininos? Que cuide das mulheres de seu país. Porém, não foi isso que fez Pauline Nyiramasuhuko, que nos anos 1990 ocupou esta pasta na conflagrada Ruanda, país centro-africano. Durante os… Leia mais ›